fbpx

Turismo na Moldávia é um dos que mais cresce na Europa

O crescimento de 19,6% do turismo na Moldávia (ou Moldova) em 2017, um pequeno país sem litoral encravado entre a Ucrânia e a Romênia, impressiona. Ao todo, foram 145 mil visitantes, o que coloca o país como um dos que mais cresceram em turismo na Europa, segundo a Organização Mundial de Turismo, ligada à ONU.

Para efeito de comparação, o destino europeu mais visitado, a França, recebeu 86,9 milhões de turistas só em 2017, números absolutos bem maiores do que os da Moldávia. No entanto, cresceu apenas 5,1% neste mesmo período, quatro vezes menos do que a ex-república soviética.

É claro que um país com poucos visitantes tem mais chances de crescer seus números mais rapidamente do que países tradicionalmente conhecidos, mas por que será que este pequeno país do leste europeu tem entrado no radar de tantos turistas ultimamente? 

Para tentar responder a esta questão, listamos abaixo algumas curiosidades e informações documentais sobre o país, caso você tenha interesse em visitá-lo. Confira: 

  1. A Moldávia é um país pobre, bastante ligado à Romênia. A língua oficial é o moldavo (bastante parecido com o romeno) e a moeda é o leu moldávio. No momento do fechamento deste texto, R$ 1 era igual a 4,56 leus moldávios;
  2. A população atual do país é de apenas 3,5 milhões, praticamente a mesma de Salvador (BA). A capital da Moldávia, Chisinau, tem 670 mil habitantes, mas a sensação é de estar em uma cidade pequena do interior do Brasil;
  3. O Museu Nacional da Moldávia (foto) apresenta exposição de peças escavadas na região desde 200 mil antes de Cristo e vai fazendo um desencadeamento histórico até os dias atuais;
  4. A Bloomberg destaca que o acentuado crescimento percentual do turismo na Moldávia reflete o que é, na realidade, um cenário turístico nascente. Afinal, esta pequena república manteve, nos últimos anos, o título de destino menos visitado na Europa;
  5. A Intrepid Travel, uma operadora de turismo de luxo, cita um ressurgimento cultural do país entre os motivos para o crescimento do turismo nesta região: a produção de vinho. Ao todo, são 142 vinhedos espalhados pelo país, que produz a bebida em cenários de belezas naturais bem preservadas.
  6. Esta mesma operadora introduziu novos itinerários e mais do que dobrou suas reservas para o país este ano, em comparação ao ano passado. “O país tem alguns dos melhores vinhedos no continente, incluindo um que fica no topo de túneis subterrâneos – a maior coleção de vinhos de qualidade do mundo”, diz o  diretor norte-americano Darshika Jones;
  7. Os moldavos são considerados bons anfitriões. É grande, portanto, a chance de conhecer pessoas que podem contar a história do país. Além disso, o país é barato e é possível gastar pouco;
  8. Apesar da falta de cartões postais tradicionais, a Moldávia é como um pedaço da Europa parado no tempo. Possui uma atmosfera pós-Soviética com arquitetura que lembra o período comunista;
  9. Segundo o Ministério das Relações Exteriores da Moldávia e o consulado do país no Brasil, o viajante brasileiro não precisa de visto caso vá permanecer até 90 dias por lá. A CELESTINO pode te ajudar a conseguir o passaporte e também o seguro-viagem para a Moldávia, entre em contato

Texto: Guilherme Soares Dias, com edição de Julio Simões

× Como podemos ajudar?