fbpx

Qualidade de vida e ensino encoraja intercâmbio na Austrália

Clima parecido com o nosso, estações do ano coincidentes, qualidade de vida e ensino superiores. Estes são alguns dos motivos que fazem o intercâmbio na Austrália ser tão popular entre brasileiros. A procura é tanta que o destino da Oceania foi classificado recentemente pelo jornal Folha de S. Paulo como “o país da moda” entre os intercambistas brasileiros!

Segundo a reportagem, as melhores condições de vida e aprendizado parecem ser um fator determinante na escolha. Para se ter uma ideia, três das 10 melhores cidades do mundo para se viver são de lá – Melbourne, Sidney (cidade mais populosa) e Adelaide – e sete das 100 melhores faculdades do mundo são australianas

Outra vantagem para quem escolhe fazer intercâmbio na Austrália é a possibilidade de trabalhar por meio período durante o ano letivo (até 20h/semana) e integralmente nas férias. Além disso, a Austrália está localizada no mesmo Hemisfério Sul que o nosso, o que faz com que as estações do ano sejam as mesmas do Brasil. 

Portanto, se você está pensando em se mandar para lá nas próximas férias ou até para ficar um tempo maior, a CELESTINO te ajuda em todo o processo burocrático. Para começar, respondemos algumas dúvidas frequentes. Confira: 

Quanto tempo leva para tirar o visto de estudante para Austrália?

O prazo de solicitação deste visto depende do programa de estudos escolhido, do perfil e da documentação apresentada pelo aluno no processo. Por isso, o primeiro passo é, sem dúvidas, preparar todo o pedido corretamente, uma vez que parte da documentação precisa ser providenciada em inglês, com tradução juramentada. Vale lembrar que o visto deve ser emitido pelo menos três meses antes do embarque. Portanto, programe-se e não deixe para a última hora!  Se precisar de ajuda para definir qual visto se encaixa no seu tipo de viagem, entre em contato.

Quais são os requisitos para solicitar o visto de estudante?

Antes de começar o curso na Austrália, o aluno precisa se matricular e ser aceito pela instituição de ensino local, que precisa ser autorizada a receber estudantes estrangeiros e estar registrada no Commonwealth Register of Institutions and Courses for Overseas Students (CRICOS). Além disso, para obter o visto de estudante, a duração do curso precisa ser superior a 12 semanas e o aluno tem que possuir o seguro do estudante (OSHC). Caso seja menor, precisa também definir a acomodação estudantil antes de viajar.

Posso estender meu visto se precisar ficar mais tempo no país para estudar?

Sim! Se você pretende continuar estudando no país, pode estender seu visto. Para isso, você deve fazer a notificação deste desejo com pelo menos quatro semanas de antecedência do seu último dia de estudo.

O que o visto de estudante para a Austrália me permite fazer? 

Com este tipo de visto, o aluno pode ficar, a princípio, pelo período do seu programa de curso mais um mês adicional de férias, desde que coberto pelo seguro do estudante e pela acomodação estudantil, se o estudante for menor de idade. Há ainda a possibilidade de entrar e sair do país diversas vezes, o que possibilita viajar durante as férias e retornar à Austrália, sem problemas.

Além disso, o estudante, se for adulto, pode levar dependentes ao país para acompanhá-lo durante o período de estudo (marido ou esposa; companheiro ou companheira em união estável/de fato; e filhos menores ou maiores com dependência financeira). Caso o dependente esteja em idade escolar (5-18 anos) e vá permanecer no país por mais de três meses, terá que ser matriculado em uma escola local. Neste caso, é preciso também incluir no requerimento de visto uma carta de oferta ou matrícula comprovando que estas providências já foram tomadas.

Fonte: Embaixada Australiana no BrasilKaplan
Texto: Guilherme Soares Dias, com edição de Julio Simões