fbpx

Por que vale a pena conhecer Macau, a Las Vegas da China

Turistas que vão para a China não têm do que reclamar no que diz respeito às atrações. Das cidades históricas de Pequim e Xangai até o Tibete, não faltam coisas para se ver e conhecer. Mas por que não esticar sua estadia até Macau? O território autônomo que fica ao sul do país conta com alguns dos melhores cassinos do mundo, além de possuir uma curiosa mistura da cultura oriental com a europeia, oriunda de sua histórica colonização portuguesa.

A seguir, segue a nossa lista de motivos para você incluir Macau, a Las Vegas da China, em sua próxima viagem:

Um dos idiomas oficiais é português (por enquanto)

Durante a época das grandes navegações, no século 16, os portugueses se estabeleceram em Macau para servir como um entreposto comercial com o Extremo Oriente. Antes uma vila de pescadores, Macau acabou crescendo consideravelmente e se tornando morada de muitos portugueses, incluindo missionários católicos. Como havia um clima amistoso entre as duas nações, os chineses permitiram que os europeus mantivessem sua cultura, religião e idioma no território.

Apenas em 1999 é que Macau foi oficialmente devolvida à China, sob status de região autônoma (nos mesmos moldes de Hong Kong). Em outras palavras, Macau goza de algumas liberdades em relação ao governo central, podendo fazer suas próprias leis e contando com uma moeda própria (pataca). Essa condição, porém, está com os dias contados: em 2049, Macau passará a ser território chinês e a expectativa é que o português deixe de ser seu idioma oficial, ainda que, na prática, somente uma pequena parte da população (cerca de 3%) ainda use a língua de Camões.

Portanto, o ideal é usar o inglês para se comunicar por lá. Ou, preferencialmente, um aplicativo de celular que consiga traduzir o português para o cantonês. Para não ficar na mão, recomendamos o chip internacional Mysimtravel, que funciona em mais de 200 destinos pelo mundo. A vantagem é que você recebe o chip em casa e ele pode ser ativado ainda no Brasil. No site do Mysimtravel você confere alguns pacotes de dados promocionais para sua viagem.

Seus cassinos são um dos melhores do mundo

Se Las Vegas é considerada a capital da jogatina, Macau não fica nada atrás. O território é considerado o maior do mundo em termos de dimensões e riqueza: desde 2007, sua indústria de jogos de azar gera mais lucros do que a da cidade norte-americana.

Não à toa, seus hotéis são imponentes como poucos. O maior deles é o Venetian Macau, considerado o maior complexo hoteleiro do planeta. Com quase 1 milhão de metros quadrados, o Venetian é rodeado por sete resorts que reproduzem a arquitetura da cidade de Veneza, com direito a canais e gôndolas e um céu artificial – além de muitas máquinas e mesas para fazer apostas, claro.

Quem quiser conhecer os quase 40 cassinos existentes na região pode pegar shuttles gratuitos que passam pelas principais casas de jogos de Macau. Muitos ficam abertos 24 horas e ainda possuem shoppings, restaurantes e casas de show.

Centro histórico é considerado Patrimônio da Humanidade

A influência portuguesa fica visível ao visitar o centro histórico de Macau. Sua arquitetura colonial lembra bastante o de algumas cidades brasileiras, com suas igrejas católicas, largos e praças com pedras portuguesas.

Um dos pontos que chamam atenção dos turistas é o Largo do Senado, com seu piso ondulado que lembra o calçadão do Rio de Janeiro; a Igreja de São Domingos; e o Templo de A-Má, construído antes da chegada dos portugueses.

Para quem está pela Ásia e está com saudades de uma culinária mais parecida com a nossa, o centro ainda conta com diversos restaurantes que servem bacalhau, caldo verde, pastel de belém e até a tradicional feijoada brasileira. Na dúvida, procure por estabelecimentos com nomes familiares, como Mariazinha, O Santos e A Petisqueira.

Documentação simplificada

Por se tratar de uma região autônoma da China, Macau não exige visto de entrada para turistas brasileiros, apenas para viajantes à negócios. Porém, a imigração exige o comprovante de vacina contra febre amarela.

Febre amarela: como e onde tirar o certificado de vacina?

Por outro lado, se você chegar a Macau vindo da China, Taiwan ou Japão, será necessário visto de entrada para esses países. Entre em contato conosco e conte com a ajuda especializada da CELESTINO.

Saiba quais os documentos necessários para viajar para estes e outros países na nossa busca de destinos!

Fontes consultadas: China Vistos, Melhores Destinos

Texto: Igor Nishikiori, com edição de Julio Simões

× Como podemos ajudar?