fbpx

Co-op Canadá: o melhor jeito de estudar e trabalhar no país

Muitos brasileiros sonham em fazer intercâmbio no Canadá — tanto que a terra do hóquei no gelo tem sido um dos destinos mais buscados por estudantes brasileiros. A boa notícia é que esse sonho é facilitado pelo programa co-op Canadá, que permite fazer um curso de profissionalização e também trabalhar por até 20 horas semanais. É a oportunidade perfeita para adquirir novos conhecimentos e experiências para o currículo ou dar o primeiro passo para uma nova vida fora do país. Interessou? Confira alguns pontos a considerar:

O que é o programa co-op Canadá?

O programa “co-op education” nada mais é do que um curso profissionalizante de nível superior que exige que o estudante faça um período de estágio (remunerado ou não) para tirar o diploma. É uma maneira simples de fazer com que o aluno aplique na prática a teoria ensinada na universidade. Por isso, o trabalho normalmente está ligado à área do curso em questão.

Outra regra é que o aluno só pode trabalhar até 20 horas semanais e não pode exercer outra atividade remunerada durante este período. Além disso, o programa co-op Canadá só contempla cursos profissionalizantes, ou seja, cursos de idiomas estão fora da lista. Caso você queira aprender inglês e trabalhar ao mesmo tempo, confira outros destinos onde isso é possível.  

Quais os requisitos para participar?

Qualquer estudante com mais de 18 anos que tenha concluído o Ensino Médio e tenha nível intermediário no idioma (inglês ou francês) pode tentar uma vaga em um curso co-op. Porém, os critérios de admissão variam de acordo com cada instituição e algumas exigem certificado de proficiência. O ideal é entrar em contato com a universidade para saber mais sobre as regras.

Além disso, o estudante deve comprovar que tem capacidade de se sustentar no país durante o curso. O mínimo exigido pelo governo canadense é 1,2 mil dólares canadenses por mês (cerca de R$ 3,6 mil). Lembrando que é preciso pagar uma taxa para cursar um co-op, mesmo em uma instituição de ensino pública.

Quais as vantagens do programa co-op?

Atualmente, esse tipo de programa é a maneira mais fácil de estudar e trabalhar no Canadá. Isso porque as vagas são ofertadas por meio de uma parceria entre a escola e as empresas, que precisam preencher postos com vagas específicas. Portanto, quem está começando a carreira profissional, nada melhor do que botar a mão na massa, adquirir experiência e ainda ganhar fluência no idioma.

Já para quem pretende começar uma vida nova no Canadá, o programa co-op é uma possibilidade de abrir portas que dificilmente seriam abertas de outra forma. Durante o trabalho haverá oportunidade de fazer networking, conhecer gente da mesma área de atuação e até, quem sabe, conseguir um visto de trabalho para residir no país após a conclusão do curso.

Como me matriculo em um curso co-op?

A maneira mais fácil é entrando em contato com uma agência de intercâmbio, que poderá encontrar a escola mais indicada para o curso co-op Canadá que o aluno pretenda fazer. A Connection Line, por exemplo, oferece cursos de Design, Administração, Desenvolvedor Web, Turismo e Negócios nas cidades de Toronto, Vancouver e Montreal.

Assim, há a garantia de que você conseguirá fazer o curso que deseja e ainda poderá tirar sem burocracia o Co-op Work Permit, o documento que permite trabalhar legalmente no Canadá como parte do programa. A outra possibilidade é entrar em contato com a instituição de ensino que ofereça cursos co-op e enviar toda a documentação para ser analisada por eles.

Co-op exige visto de trabalho canadense?

Para trabalhar no Canadá, qualquer estrangeiro precisa de visto de trabalho. No caso dos programas co-op Canadá, o visto exigido é o Co-op Work Permit e que pode ser tirado durante a obtenção do visto de estudante. Para isso, é preciso levar uma carta da instituição que garanta que o diploma seja entregue aos alunos que cumprirem as horas de trabalho obrigatórias.

Caso o estudante já esteja no Canadá, ele pode também fazer o processo pela internet, desde que ele tenha um scanner ou uma câmera digital para copiar dos documentos, e um cartão de crédito válido.

Para mais informações sobre como tirar o visto de estudante e o de trabalho como co-op Canadá,  acesse nossa página especial ou entre em contato com a CELESTINO, que possui ampla experiência no assunto. E não se esqueça que, desde 2019, o governo canadense exige a coleta da biometria para brasileiros entre 14 e 79 anos que queiram entrar no país.

Fonte consultada: Canadá
Texto: Igor Nishikiori, com edição de Julio Simões

× Como podemos ajudar?