fbpx

Canadá: Quatro coisas para saber antes de tirar o visto

Viajar para conhecer as belíssimas paisagens do Canadá é gostoso, mas antes de embarcar e viver novas experiências no país mais ao norte da América do Norte é preciso estar atento às documentações exigidas pelo governo local. Para te ajudar a agilizar o processo do visto canadense, a Celestino separou quatro dicas práticas que certamente farão você driblar rapidinho a burocracia. Confira:

Defina o tipo do visto

Atualmente, os pedidos de vistos de turismo (ideal para férias), negócios (para reuniões, congressos e conferências no país), cursos (cursos de idiomas até seis meses) e trânsito (para turistas em passagem rápida) demoram em média 20 dias para processamento, enquanto os de estudos demoram em média 70 dias. Por isso, é fundamental definir logo qual o melhor tipo de visto para o seu tipo de viagem e nunca, nunca mesmo tentar burlar a lei, ok?

Aliás, o Ministério das Relações Internacionais lembra que os brasileiros que viajam ao Canadá para trabalhar ou estudar recebem uma permissão, que é um documento fixado no passaporte logo na chegada ao país.

“Essa é a autorização que o cidadão brasileiro recebe para estudar ou trabalhar no Canadá. Não se deve trabalhar ou estudar no país sem registro de permissão no passaporte. Como os vistos, as permissões, tanto de estudo como de trabalho, também têm data de expedição e expiração, que varia de acordo com a duração dos estudos ou do trabalho no país”, informa.

Se precisar ficar mais, estenda seu visto

Renovações e modificações de vistos concedidos pelo Canadá devem ser solicitadas diretamente ao governo canadense, não sendo função da embaixada, nem dos consulados obtê-los. O governo canadense recomenda que eventuais pedidos sejam feitos 30 dias antes da expiração do visto. Portanto, vale se planejar bem e buscar a renovação o mais breve possível. Para maiores informações, clique aqui (em inglês).

Declare um bom valor na hora em que for pedir o visto

Muita gente pergunta qual o valor ideal para conseguir a aprovação, e a resposta é simples: quanto mais, melhor! Cálculo feito por especialistas aponta que o ideal é apresentar cerca de 1,5 mil dólares canadenses por mês de estadia, além dos valores das passagens de ida e volta.

Outra recomendação é não apresentar valores dentro de limites mínimos. Ou seja, em uma viagem de férias de 30 dias, o valor apresentado deve ser entre 6 mil e 9 mil dólares canadense, algo em torno de R$ 12 mil a R$ 20 mil. Vale dizer que esses valores são apenas para conseguir o visto, não significa que você gastará o valor total durante a viagem. É apenas uma forma de demonstrar para o país que você pode curtir suas férias no Canadá sem ter que fazer nada ilegal. 🙂

Reúna toda a sua documentação o quanto antes

Deixe um pouco de lado a pesquisa das atrações turísticas que irá visitar e foque em buscar os documentos necessários para dar entrada no visto. Para saber quais são eles, acesse esta página especial da Celestino sobre o Canadá, que lista todos os documentos necessários para solicitar o visto e viajar com tranquilidade. Qualquer outra dúvida, entre em contato com a gente pelo formulário de contato, telefone ou e-mail. Teremos o maior prazer em atendê-lo. Boa viagem!

Texto: Guilherme Soares Dias, com edição de Julio Simões.

× Como podemos ajudar?