fbpx

Por que alguns países exigem exame médico para visto?

A dúvida que aparece no título deste artigo é muito comum aqui na CELESTINO e deve ser também a sua. Normalmente, exames médicos são requisitos básicos para viajantes que buscam um visto de longa permanência, como o de estudo ou de trabalho. Canadá, Austrália, Reino Unido e Nova Zelândia são alguns países que pedem este tipo de exame médico para visto, por exemplo.

Embora no singular, quando falamos “exame médico” normalmente estamos nos referindo a uma consulta médica simples para atestar a saúde física do viajante e também a realização de um exame específico para atestar a ausência de tuberculose, doença ainda muito problemática no Brasil.

Esses exames, até por questão de autenticidade, devem ser feitos em médicos credenciados pelo governo do país para o qual o solicitante do visto deseja viajar. A conclusão você já deve imaginar, mas vale deixar claro: caso seja reprovado em qualquer um destes exames, o viajante não terá seu visto concedido.

Casos específicos em que o exame médico para visto também é obrigatório

Além das exigências impostas pelo visto de longa permanência já mencionadas, alguns países tem ainda outras regras específicas que valem ser citadas. No caso do Reino Unido, por exemplo, a exigência do exame médico para visto depende de qual(is) país(es) o viajante esteve nos meses anteriores a solicitação do mesmo. 

Já na Austrália, a consulta é exigida em mais duas situações: para maiores de 75 anos e pessoas com algum compromisso em um hospital do país. Mesmo que não vá trabalhar, um médico que pretenda entrar em um hospital pode ter que se submeter ao exame médico para visto.

Por isso, fica a dica: procure saber exatamente quais as exigências impostas pelo país que você deseja visitar e se antecipe para cumpri-la, evitando assim a perda de prazos ou outras complicações. A CELESTINO é especialista em documentação de viagem e pode te ajudar – entre em contato

Texto e edição: Julio Simões

× Como podemos ajudar?