fbpx

Índia adota novo visto eletrônico para viagens curtas

Com o objetivo de aumentar o turismo no país, a Índia anunciou recentemente uma nova modalidade de visto, emitido eletronicamente e mais barato do que o tradicional. Trata-se do E-Tourist Visa, que é válido por até 30 dias e custa de US$ 10 (baixa temporada, de abril a junho) a US$ 25 (alta temporada, de julho a março).

Saiba quais são todos os documentos necessários para viajar à Índia

A novidade é uma alternativa para quem pretende conhecer pontos turísticos, visitar amigos ou parentes e até realizar cursos de ioga no país. Antes, o viajante só tinha a opção de desembolsar US$ 80 por um visto com duração de um ano, mesmo que a viagem fosse mais curta do que isso.

O visto com duração de um ano, aliás, também passará a ser emitido eletronicamente, novidade que derrubou o preço pela metade (US$ 40). Há ainda a opção de solicitar online um visto com cinco anos de validade, ao custo de US$ 80.

A expectativa do governo local é que estas novas modalidades de visto de entrada ajudem a impulsionar o turismo na Índia. O país espera receber 20 milhões de visitantes em 2020, o dobro do número registrado em 2017.

Cinco atrações que vão te convencer a fazer turismo na Índia

Preste atenção aos prazos!

É fundamental que o viajante interessado em tirar o visto eletrônico indiano se antecipe no planejamento. O ideal é solicitá-lo a partir de 120 dias antes da chegada à Índia. A CELESTINO conta com uma equipe especializada para ajudá-lo em todas as fases do processo. Entre em contato!

Fontes consultadas: Embaixada da Índia no Brasil, Melhores Destinos

Texto: Julio Simões

× Como podemos ajudar?